Larsson e Schmiedlova campeãs no regresso à terra batida

Por admin - 20 Julho, 2015

Bastad

À terceira foi de vez: Johanna Larsson, número um sueca, de 26 anos, conquistou este domingo o primeiro título WTA na carreira, à terceira final em Bastad. Depois da derrota nas finais de 2011 e 2013, Larsson superou perante o seu público a alemã Mona Barthel, campeã em título, por 6-3 e 7-6(2), e ergueu o desejado primeiro troféu no principal circuito.

“Estou muito contente. Tentei manter-me concentrada, jogar ponto a ponto e penso que resultou. A Mona joga agressivo, chapado, por isso penso que o meu top spin acabou por fazer efeito”, confessou a sueca após o encontro, antes de recordar que não tinha chegado à prova caseira com muita confiança. “Antes de chegar aqui tinha ganho poucos encontros, mas consegui manter-me fiel ao meu jogo e tudo correu bem”.

Este título empurra Johanna Larsson para o 45.º posto do ranking WTA, a sua melhor classificação de sempre.

Bucareste

A capital da Roménia assistiu a uma reedição da final do WTA do Rio de Janeiro, mas com uma vencedora diferente. Anna Karolina Schmiedlova, de 20 anos, venceu um segundo título no espaço de três meses, depois de se ter sagrado campeã no piso rápido indoor de Katowice, na Polónia, em abril.

A jovem eslovaca derrotou a italiana Sara Errani, primeira cabeça-de-série, por 7-6(3) e 6-3, numa final que ficou resolvida em apenas dois sets, mas que se prolongou por 2h08 de intensas trocas de bola e alternâncias no marcador.

No final do encontro, Schmiedlova, que vai subir para o posto 44 do ranking WTA, nem queria acredita no que tinha acabado de acontecer: “Ainda acho que isto é tudo mentira. A Sara é uma jogadora incrível e muito difícil de bater, especialmente em terra batida. Sabia que tinha de lutar por cada ponto e que íamos ter longas trocas de bola. Estou muito feliz”.