Kohlschreiber com medo do US Open: «Pode acabar num incêndio florestal»

Por José Morgado - Julho 19, 2020
kohlschreiber

Philipp Kohlschreiber assumiu este fim-de-semana sentir algum medo que o US Open provoque uma série de casos de coronavírus e ainda não sabe se vai jogar o torneio. O experiente tenista germânico utilizou mesmo o termo ‘incêndio florestal’ na hora de falar daquilo que pode acontecer em Nova Iorque.

“Ainda há muitas perguntas sobre se vamos jogar o US Open ou não nesta temporada. Atualmente, cada dia tem um número elevado de pessoas infetadas e o risco de que nos contagiemos está lá. Muitos jogadores tomaram a decisão de não jogar e é preciso respeitar essa decisão. Eu ainda não tomei a minha, mas tomarei esta semana. Sei que pouco mais de metade do circuito afirma que não é o momento adequado para se jogar o US Open. Veremos o que vai ocorrer”, assumiu o alemão.

Kohli assume que será um desastre se alguém apanhar o vírus em Nova Iorque. “Se por um acaso alguém apanhar coronavírus será terrível. Poderia espalhar entre nós e seria como um incêncio florestal. Não sabemos quantas pessoas teriam que dar positivo para que o torneio seja suspenso. Garantiram-nos segurança, mas vendo as últimas notícias, não sabemos o que acontecerá”.

O Adria Tour continua a assombrar alguns jogadores. “Ficamos um tanto ou quanto assuntados pelo que ocorreu no Adria Tour. Penso que não se teria que culpar todos os tenistas que participaram já que naquela altura nesses países estava permitido que se jogasse com espectadores e eles simplesmente seguiram as indicações. Foi imprudente e ingénuo”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.