Histórico torneio do Luxemburgo deixa WTA com polémica: «Ainda bem que acabámos isto»

Por Bola Amarela - Setembro 20, 2021

25 anos depois, o histórico torneio WTA do Luxemburgo vai deixar de existir. A última edição foi conquistada pela dinamarquesa Clara Tauson, que se sagrou campeã neste domingo, antes de ser divulgada essa bomba. É que os motivos que estão por trás desta decisão prendem-se com críticas duríssimas da organização do evento à WTA.

“Nunca mais vamos organizar um torneio WTA. Já não estamos confortáveis a trabalhar com eles. Não nos asseguram que teremos um torneio de qualidade com o que sonhamos, com o aspeto familiar que damos e tudo à sua volta. Por isso tomámos esta decisão depois de 25 anos de torneio. Ainda bem que acabámos isto porque já não nos dava nenhuma alegria”, afirmou Danielle Maas, diretora do torneio, ao jornal ‘Tageblatt’.

Ora, segundo a organizadora do evento, as regras impostas pela WTA estavam a começar a apertar desde 2019, sendo que uma das gotas de água aconteceu na edição deste ano… numa gala comemorativa do 25.º aniversário da competição, na qual as jogadoras foram proibidas de participar. “O que aconteceu na gala mostrou-nos que não há nenhum interesse ou entusiasmo por parte da WTA de continuar a trabalhar connosco. Tivemos de sofrer muito para organizar o torneio esta semana da maneira que a WTA quis. Trabalhar juntos foi muito difícil. As regras da WTA mudaram muito desde 2019. O capítulo WTA está fechado, agora há que abrir outra história”, apontou.

  • Categorias:
  • WTA
Bola Amarela