Hewitt já está no Hall of Fame: «Estive em court com Agassi, Sampras, Federer, Nadal e Djokovic»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Julho 17, 2022

Lleyton Hewitt deixou um legado marcante na história do ténis mundial, ou não tivesse ele sido número um do Mundo e conquistado dois títulos do Grand Slam. Agora enquanto capitão da seleção australiana na Taça Davis, Hewitt continua intimamente ligado ao desporto e recebeu a honra de entrar no Hall of Fame, numa cerimónia em que destacou a felicidade que teve dentro de court.

ENTRADA NO HALL OF FAME

Fazer parte do Hall of Fame parecia algo longínquo. Nunca pensei nisso como jogador. Sempre pensei que eram os meus ídolos e que era para as lendas absolutas do desporto. Foi mais demorado do que com outras pessoas mas também estou a gostar. Não teria sido sensato precipitar-me com isto devido à pandemia, a Austrália, as fronteiras. Vou desfrutar com amigos e família. Se estivesse aqui sozinho não significaria tanto.

PARTILHOU COURT COM VÁRIAS GERAÇÕES

Sinto-me um sortudo por ter jogado em diferentes gerações. Estive em court com os meus heróis Andre Agassi e Pete Sampras e depois também com três dos melhores tenistas que o nosso desporto já viu: Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic.

FILHO JÁ BRILHA E É CAMPEÃO SUB-12

O meu filho Cruz não ligou ao ténis até estar perto dos rapazes da Taça Davis, Alex de Minaur, Nick Kyrgios… Então chegou o seu amor pelo ténis. Queria treinar ténis em particular. É fantástico para mim ver a sua trajetória, vê-lo jogar torneios juvenis e sentir o mesmo amor que eu senti há tantos anos. Às vezes é difícil vê-lo jogar, claro. Para mim é como estar na Taça Davis no banco. Não posso mexer muito com o encontro. Tive de aprender isso com a Taça Davis e o mesmo acontece com o Cruz.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.