Gulbis: «O segundo melhor dia da minha vida será quando morrer»

Por José Morgado - 13 Fevereiro, 2019

Ernests Gulbis, de 31 anos, continua a ser um dos melhores entrevistados do circuito ATP. E a prova disso é a sua mais recente entrevista para a ‘Tennis Magazine’, a partir de Roterdão, onde revela ter uma ideia… pouco ortodoxa sobre… a felicidade.

“O dia mais feliz da minha vida foi aquele em que nasci. E o segundo será aquele em que morrer. Todos morreremos, não nos poderemos esconder disso. Morrer não tem de ser uma coisa má. É claro que se for antes de tempo si, mas se for na altura certa é uma coisa boa”, disparou o talentoso letão.

Gulbis entrou no ATP 500 de Roterdão como lucky loser e defronta esta quinta-feira o japonês Kei Nishikori na segunda ronda.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.