Governo australiano muda regras e Djokovic não precisa de se vacinar para jogar Australian Open

Por Pedro Gonçalo Pinto - Julho 3, 2022

Novak Djokovic está a ver as portas da Austrália abrirem-se de novo. Depois de ser deportado antes do arranque do Australian Open deste ano por não estar vacinado contra a Covid-19 — recebeu uma isenção que afinal não era válida e perdeu o visto –, o sérvio vê agora as regras a mudarem. É que o novo governo australiano revelou que já não vai ser preciso estar vacinado para entrar na Austrália.

Desta forma, Djokovic, que continua sem se vacinar, fica livre nesse sentido. Falta é resolver outra questão. É que a ordem de deportação vem com um período de exclusão de três anos, pelo que Nole, nesta altura, está proibido de entrar na Austrália durante esse tempo. A verdade é que isso pode mudar, sendo que fonte do governo australiano disse ao portal ‘ABC’ que cada caso é tratado individualmente.

Nesse sentido, a equipa de Djokovic está a analisar a hipótese de pedir que essa proibição de entrar na Austrália durante três anos seja anulada, tendo em conta que as razões que levaram a que o visto fosse cancelado deixaram de ser válidas. Certo é que ganha força o regresso de Nole à Austrália, numa altura em que não está autorizado a disputar o US Open.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.