Frederico Marques explica desistência de Sousa em Marraquexe e revela calendário para a terra

Por José Morgado - Abril 2, 2019

João Sousa, número um nacional e 43.º colocado do ranking ATP, optou por adiar o seu regresso à competição e vai iniciar apenas a sua primavera de terra batida no ATP Masters 1000 de Monte Carlo, com início marcado para 14 de abril, no Mónaco. Frederico Marques, treinador do vimaranense de recém celebrados 30 anos, contou-nos a razão deste ajuste de calendário.

“Este ano não vamos a Marraquexe. Vamos fazer uma pequena paragem para preparar da melhor maneira e sem pressas a temporada de terra batida. Seguem-se semanas exigentes onde vamos disputar três Masters 1000 e um Grand Slam”, revelou Marques, lembrando que a prioridade é estar forte nesses eventos e, claro, na tentativa de defender o título do Millennium Estoril Open, a partir de 29 de abril.

O técnico do melhor português de sempre revelou ainda o calendário do vimaranense até ao final da época de terra:

— ATP Masters 1000 de Monte Carlo (14 de abril)

— ATP 500 de Barcelona (22 de abril)

— Millennium Estoril Open (29 de abril)

— ATP Masters 1000 de Madrid (5 de maio)

— ATP Masters 1000 de Roma (12 de maio)

— Roland Garros (26 de maio)

João Sousa tem poucos pontos a defender na terra batida… fora os 250 do Estoril. Em 2018, Sousa somou apenas 90 pontos das meias-finais de Marraquexe e os 250 do Estoril durante esta fase da época. Não jogou em Monte Carlo e Madrid, perdeu à primeira em Barcelona e na qualificação de Roma.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.