Ferrero: «Muitos jogadores não tinham vindo se soubessem que era assim»

Por José Morgado - Janeiro 23, 2021
ferrero-alcaraz

Juan Carlos Ferrero, antigo número um do Mundo, viajou para Melbourne na companhia do seu pupilo Carlos Alcaraz, que aos 17 anos passou a fase de qualificação em Doha e vai ser o jogador mais jovem do quadro principal masculino do Australian Open, deu uma interessante entrevista à ‘Marca’, onde fala de um dos temas do momento: a quarentena restrita que 72 jogadores estão a ter de ultrapassar, entre os quais o seu jogador.

“Nunca vivi algo assim. É uma situação totalmente diferente para todos. As regras não estavam claras. De facto, a lei na Austrália indica que se há um positivo no avião, todas essas pessoas devem isolar-se totalmente durante 14 dias, mas nós não tínhamos conhecimento disso quando saímos de Espanha. Houve muita falta de comunicação. Muitos jogadores não tinham vindo se soubessem que as coisas eram assim. Em algum momento, o Australian Open vai ter de explicar a razão destas duas quarentenas distintas”, desabafou o espanhol, dono de uma das maiores academias de ténis de Espanha.

E estarão Ferrero e Alcaraz arrependidos de ter viajado para a Austrália? “É claro que passam-te muitas coisas pela cabeça, mas o foco neste momento é mentalizar-nos de que as coisas vão passar e que tem mesmo de ser assim. Tenho falado muitas vezes com o Carlos, para planear o dia, durante o treino físico e para passarmos o dia da melhor maneira.”

Ferrero confirmou ainda que Alcaraz não vai competir num dos ATP 250 pré-Australian Open. “Seria demasiado arriscado competir dois dias depois de uma quarentena como esta”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.