Fernando Verdasco é surpreendido e fica pelos ‘quartos’ em Doha

Por Tiago Ferraz - Janeiro 10, 2020
fernando-verdasco
Tennis – Australian Open – Third Round – Melbourne Park, Melbourne, Australia, January 18, 2019. Spain’s Fernando Verdasco looks dejected after loosing the match against Croatia’s Marin Cilic. REUTERS/Adnan Abidi – UP1EF1I12X6Z2

O tenista espanhol Fernando Verdasco sofreu, esta sexta-feira, a primeira derrota da temporada depois de ter sido derrotado pelo francês Courentin Moutet num encontro decidido em três sets, com parciais de 4-6, 6-4 e 4-6, e que durou mais de duas horas.

O primeiro set foi muito equilibrado e, prova disso, foi que o resultado estava fixado em 3-3, no sexto jogo, sem qualquer ponto de break a registar.

O parcial ficou decidido com uma única quebra de serviço que surgiu no sétimo jogo e foi favorável a Courentin Moutet, que aproveitou o embalo e fez o 5-3 no jogo que se seguiu.

A dois jogos da vitória no set inicial o francês não teve dificuldades e confirmou a vantagem no encontro com jogo em ‘branco’ (6-4).

No segundo set, manteve-se a grande luta em court e, até ao oitavo jogo,  só Verdasco enfrentou pontos de break que viria a salvar, deixando o resultado empatado (4-4).

O parcial ficou decidido em dois momentos de relevo: o primeiro apareceu quando Fernando Verdasco salvou dois pontos de break no nono jogo (5-4) e o segundo surgiu, logo a seguir, quando o espanhol aproveitou o quarto ponto de break/set que teve à disposição e venceu o segundo set com um resultado de 6-4 a seu favor.

Na terceira e decisiva partida, Fernando Verdasco entrou mal, sofreu o break logo no primeiro jogo, e viu o adversário servir para fazer o 2-0.

Ainda assim, Verdasco nunca desistiu, voltou a colocar tudo igual no marcador quando fez o break no quarto jogo (2-2), mas cedeu logo no jogo seguinte (3-2) e o francês chegou ao 4-2 logo de seguida depois de ter enfrentado um ponto de break.

A partir desse momento, o francês estabilizou o seu jogo, não teve mais problemas no serviço e venceu o set e o encontro com um parcial de 6-4 a seu favor.

 

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.