Federer sobre o US Open: «Não me vou colocar num favorito absoluto como em 2008»

Por Nuno Chaves - 23 Agosto, 2019

Roger Federer regressa à competição no Open dos Estados Unidos e com a ambição em realizar uma boa prova, ainda para mais depois de ter sido eliminado logo nos oitavos de final em Cincinnati, naquela que terá sido uma das piores exibições da temporada.

O suíço já fez a antevisão ao último Grand Slam da temporada e garante não sentir muita pressão. “Não me sinto mais pressionado, sei que vai ser difícil e não me vou colocar num favorito absoluto como em 2008. Sei como abordar o torneio mentalmente. Depois de Wimbledon, sentei-me, bebi um como de vinho com a Mirka e pensei: joguei bem na meia-final e na final”, recordou o número três mundial.

Federer recordou, também, a sua eliminação em Cincinnati. “Perdi muito cedo, mas às vezes tem de acontecer isto para te moveres da dificuldade. Preciso de recuperar, treinar muito e vou estar pronto”, admitiu aos jornalistas.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.