Federer: «Pergunto-me como será ter uma vida normal»

Por Patrícia Oliveira - Dezembro 10, 2019
Federer+and+family+in+Rome
Fonte: Getty Images

Roger Federer, número três mundial, está no circuito profissional de ténis há mais de 20 anos e afirmou que, se pudesse escolher outra vida, optaria por um trabalho normal, longe da ribalta.

O helvético admitiu, em entrevista ao Le Parisien, que sempre tentou ser um exemplo para as pessoas: “Tento sempre ser o melhor. Um bom pai, um bom marido, um bom cidadão e ajudar os outros. Eu sempre quis inspirar as pessoas. Também acredito que as pessoas me vêem como uma ponte entre o ténis do passado e o moderno.”

Federer revelou ainda que, às vezes, pergunta-se como seria ter uma vida dentro da normalidade: “Acho que optaria por um emprego normal. Não deve ser a coisa mais inspiradora do mundo, mas é algo normal. Eu e a minha família vivemos uma loucura no circuito. Ainda assim, eu e a minha esposa tentamos educar os nossos filhos dentro da normalidade.”

Patrícia Oliveira