Escândalo de apostas no ténis: investigação revela que um top 30 vendeu jogos

Por José Morgado - Dezembro 15, 2019
escandalo

Uma extensa e profunda investigação jornalística do canal de televisão alemão ‘ZDF ‘ levantou este domingo o véu a um enorme esquema de corrupção no ténis. A reportagem revela que um tenista do atual top 30, com três títulos ATP no palmarés, terá vendido múltiplos encontros ao longo dos últimos anos. Atualmente, há apenas cinco jogadores no top 30 com três títulos ATP: Diego Schwartzman, Matteo Berrettini, Alex De Minaur, Nikoloz Basilashvili e Benoit Paire.

O esquema ‘mafioso’ tem origem na Arménia mas extendeu-se por outros países, incluindo Bélgica, Espanha, França e Estados Unidos. “Trata-se de uma rede criada na Arménia e que tem sido transportada de forma muito rápida e inteligente para outros países”, assegurou Eric Bisschop, um dos investigadores envolvidos.

O ténis é uma das modalidades mais afetadas pela corrupção e resultados combinados. Só em 2019, 20 tenistas já foram suspensos ou banidos pela Unidade para a Integridade do Ténis (TIU) devido a questões relacionadas com esta.

Marco Trungelliti, argentino que denunciou muitos casos de tenistas do seu país à TIU, insiste que vários tenistas de top 50 venderam jogos ao longo dos últimos anos, ao passo que Andrea Petkovic, ouvida pela reportagem, explica que muitos tenistas cedem à tentação pelo facto de precisarem do dinheiro.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.