E se o Australian Open se jogasse em dois continentes? Possibilidade está a ser estudada

Por Nuno Chaves - Novembro 30, 2020
aus open
Foto: Australian Open

As dúvidas sobre o Australian Open ainda não estão desfeitas e com o passar do tempo, as certezas são cada vez menores e as incertezas… maiores.

É que de acordo com o jornal Marca, a organização do primeiro Grand Slam da temporada estará a estudar a hipótese do torneio se jogar… em dois continentes (sim, leu bem).

Ao que tudo indica, está em cima da mesa a possibilidade da fase de qualificação se jogar fora da Austrália e o quadro principal em Melbourne, como é tradição.

Esta medida iria reduzir drasticamente o número de jogadores dentro da ‘bolha’ australiana, que deverá arrancar a 8 de janeiro (seguem-se 14 dias de quarentena, mas ao contrário do que se falava, os tenistas deverão poder treinar).

Doha, Dubai ou Singapura, do continente asiático, geograficamente próximos da Austrália e que não têm muitos casos de Covid-19, são os locais a serem estudados.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.