Djokovic supera resistência de Sonego e marca 57.ª batalha com Nadal na final de Roma

Por Bola Amarela - Maio 15, 2021

O longo dia de Novak Djokovic terminou com motivos para o sérvio sorrir. O número um do mundo começou por resistir a uma duríssima batalha com Stefanos Tsitsipas, antes de superar a inspiração de Lorenzo Sonego, que tentava ir à boleia do público italiano para alcançar o duelo decisivo em Roma. Assim, Djokovic marca um aliciante duelo com Rafael Nadal na final do Masters 1000 transalpino.

Nole triunfou com os parciais 6-3 e 6-7(5) e 6-2, num duelo tranquilo para o sérvio na primeira partida, mas uma autêntica montanha russa na segunda, que durou… 1h32. De facto, Djokovic passeou no parcial inaugural, até que Sonego começou a equilibrar e salvou os seis primeiros break points do segundo set. O italiano começou a acreditar e teve dois set points quando Djokovic servia para fazer o 5-5,  mas o sérvio resistiu, quebrou de seguida e parecia que ia fechar facilmente. Nada mais errado. Sonego salvou dois match points no serviço de Nole e forçou o tie-break para entusiasmo do público da casa, levando o encontro para o terceiro set.

No entanto, Djokovic resistiu na terceira partida e carimbou um lugar na final, onde vai defrontar Rafael Nadal pela 57.ª vez numa rivalidade absolutamente histórico. Nole lidera o confronto direto, com uma vantagem de 29-27, sendo que esta será a 6.ª vez que irá enfrentar Rafa numa final em Roma. Aí há vantagem de Nadal, por 3-2, sendo que a última foi em 2019, com o título a ir para o espanhol.

Bola Amarela