Djokovic sai de Roma como número um mas precisa de mais para ir a Roland Garros no topo

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 13, 2022

O objetivo mínimo de Novak Djokovic em Roma está assegurado. O número um do Mundo sabia que precisava de chegar às meias-finais para garantir que saía da Cidade Eterna como líder do ranking ATP e a verdade é que a vitória sobre Felix Auger-Aliassime fechou essa questão. Agora resta saber se ainda risca o próximo ponto para chegar a Roland Garros no topo.

Desde já, o sérvio sabe que vai ser o primeiro cabeça-de-série em Paris, já que a lista fecha com o ranking desta segunda-feira, mas Djokovic certamente quer chegar à terra batida gaulesa com o estatuto de líder. Para garantir que a próxima semana não muda nada nesse sentido, o sérvio terá de superar Casper Ruud rumo à final do Internazionali BNL d’Italia.

Só com uma vaga no encontro decisivo no Foro Italico é que Djokovic passa a próxima semana descansado e sem depender do que Daniil Medvedev fizer no ATP 250 de Genebra. É que se Nole perder com Ruud, Medvedev tem oportunidade de ultrapassar o sérvio e regressar ao posto que ocupou durante três semanas.

Djokovic soma 999.ª vitória da carreira e está nas ‘meias’ de Roma pela 13.ª vez

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.