Djokovic não vai jogar o Masters 1000 de Paris a pensar no número 1

Por José Morgado - Outubro 16, 2020
djokovic-cinci

Novak Djokovic, número um mundial, confirmou esta sexta-feira à imprensa do seu país que o seu calendário até ao final de 2020 não inclui o último Masters 1000 da época (e, na verdade, apenas o terceiro), em Paris Bercy. O sérvio de 33 anos vai optar por uma solução diferente, num ano em que os rankings também funcionam de forma distinta.

Djokovic competirá no ATP 500 de Viena, dentro de 10 dias, e depois nas ATP Finals, torneios onde pode, na melhor das hipóteses, adicionar 500 e 1300 respetivamente pontos ao seu ranking. Em Paris, iria sempre ficar com o mesmo número de pontos, uma vez que até finais de fevereiro os pontos do ano anterior não são descontados, mas também só é possível somar fazendo melhor. Ora Djokovic ganhou Paris no ano passado, pelo que não poderá ganhar pontos nessa semana. Mas pode fazê-lo em Viena (não jogou em 2019) e Londres (caiu na fase de grupos com 1 vitória e 2 derrotas).

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.