Djokovic mostra quem manda na final e conquista Australian Open pela nona vez

Por José Morgado - Fevereiro 21, 2021
Djokovic

Novak Djokovic, de 33 anos, deu este domingo mais um passo na consolidação do seu estatuto de lenda do ténis — e do desporto mundial — ao conquistar a edição de 2021 do Australian Open, em Melbourne. É o nono título de Djokovic no Happy Slam (o segundo homem a vencer pelo menos 9 vezes o mesmo Major, depois de Nadal em Roland Garros) e o seu 18.º troféu de Grand Slam, aproximando-se dos recordistas Roger Federer e Rafael Nadal.

Numa final que prometia muito mas acabou por ser uma enorme desilusão, Djokovic, número um do Mundo, não deu grandes hipóteses ao russo Daniil Medvedev, quarto do ranking, por 7-5, 6-2 e 6-2, num encontro resolvido em apenas 1h52 de duelo e no qual o campeoníssimo sérvio foi superior em todos os departamentos de jogo. Medvedev, que estava numa série de 20 vitórias consecutivas à entrada da final, passou completamente ao lado da ocasião, acumulando erros e maus jogos de serviço diante de um adversário que como tantas vezes ao longo da sua carreira… guardou o melhor do seu ténis para a final.

Djokovic, que tem garantida um novo recorde de semanas no topo do ranking ATP a partir de março, mostrou que o ataque ao registo de máximo de títulos de Grand Slam pode acontecer este ano, ao passo que Medvedev falhou a subida ao top 2 ATP, mas será terceiro classificado, o seu melhor ranking de carreira.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.