Djokovic: «15 anos depois, ainda tenho fome de títulos»

Por José Morgado - Setembro 20, 2020
djoko-roma

Novak Djokovic, número um do Mundo, vai discutir esta segunda-feira a sua 10.ª final no Masters 1000 de Roma e 115.ª no circuito ATP, em busca de mais um troféu para o seu palmarés. O sérvio de 33 anos, que chegou à sua primeira final em 2006, assegura que continua tão esfomeado pelo sucesso como no primeiro dia. Só assim faz sentido…

“15 anos depois, continuo a desfrutar em court e com fome de títulos. Só assim faz sentido para mim. Vai ser uma final muito equilibrada. Tanto o Shapovalov como o Schwartzman estão a jogar muito bem”, assumiu o líder mundial.

Djokovic deixou ainda elogios para Ruud. “Estava muito vento, condições difíceis. E a bola dele é muito pesada, especialmente a direita. Fiquei impressionado. Tive muitas dificuldades em entrar no ritmo dessa pancada, inicialmente”, assumiu.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.