Davidovich e Kasatkina discordam da desqualificação de Rublev: «Vergonhoso!»

Por José Morgado - Março 1, 2024

Andrey Rublev foi desqualificado esta sexta-feira nas meias-finais do ATP 500 do Dubai depois de gritar na cara de um juiz de linha, mas nem toda a gente considerou que a decisão tomada foi a correta. Alejandro Davidovich Fokina e Daria Kasatkina foram dois dos tenistas que usaram as redes sociais para pedir a utilização da verificação vídeo sobre aquilo que disse o russo.

Nas redes sociais, multiplicam-se no entanto os testemunhos de quem, percebendo russo, confirma aquilo que Rublev disse ao juiz de linha.

“Muito injusto desqualificar o Rublev sem ter a certeza que aquilo que o juiz de linha percebeu é correto. Esta regra devia ser revista e alterada. Vergonhoso. Precisamos do VAR no ténis”, pode ler-se na mensagem de Davidovich.

“Então pode desqualificar-se um jogador, retirar-lhe os pontos e o dinheiro sem verificar a repetição? Que piada. Precisamos de VAR e de hawk eye live em todos os torneios”, pediu Kasatkina.

As opiniões vão-se dividindo em relação à atuação do supervisor do torneio, mas uma coisa é certa. Com a desqualificação, Rublev perde os 200 pontos que iria poder somar ao seu total — defendia 300 da final do ano passado –, o que faz com que vá cair uma posição na hierarquia mundial. Quer isso dizer que Rublev sai do top 5 e Alexander Zverev recupera o seu posto entre os cinco melhores tenistas do Mundo.

Desqualificação condena Rublev a cair do top 5 do ranking ATP

Leia também:

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt