Coria revela o dia em que Agassi deixou de querer treinar com ele

Por José Morgado - Abril 14, 2020
guillermo-coria

Guillermo Coria, uma das grandes figuras do ténis mundial — especialmente em terra batida — na primeira metade da primeira década do século 21, deu uma entrevista interessante ao podcast ‘Cambio de Lado’, onde lembrou alguns momentos interessantes de rivalidades que chegou a travar com estrelas do ténis mundial.

“Recordo com muita saudade e alegria um encontro que ganhei ao Andre Agassi no Court Central de Roland Garros. Ele era o meu ídolo e tê-lo do outro lado da rede no estádio principal do meu torneio preferido foi muito especial. Lembro-me que tinha break de vantagem no primeiro set, mas fiquei nervoso e perdi-o. Percebi que tinha de tentar esquecer-me de quem estava do outro lado e consegui fazê-lo. Acabei a jogar o melhor encontro da minha vida com o público a gritar por mim nas bancadas. Foi inesquecível”, confessou o argentino.

Coria lembrou ainda encontros anteriores com Agassi. “Ele massacrava-me em hard courts. Numa das vitórias contra mim nem uma hora durou. E nesse ano, em 2003, treinámos uma vez. Jogámos um par de jogos no final do treino e foi por causa dessa experiência de treinarmos que passei a jogar mais solto contra aquele que era o meu ídolo. Depois disso, o preparador físico do Agassi contou ao meu treinador que o Andre nunca mais quis treinar comigo, pois ele achou que foi aquele treino entre nós que me fez perder o respeito por ele. E ele tinha razão…”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.