Conheça a lista de torneios CANCELADOS devido ao coronavírus

Por Tiago Ferraz - Agosto 5, 2020
Madrid Open

O coronavírus tem sido uma verdadeira dor de cabeça para todos os seres humanos em geral e está a afetar, diretamente, o mundo do ténis que tanto amamos. Na madrugada de domingo para segunda-feira, 8 para 9 de março, fomos surpreendidos com a notícia de que o torneio de Indian Wells foi cancelado devido ao vírus que está a causar problemas em todo o mundo.

Recorde-se que, já depois do torneio ter sido cancelado, foram muitos os tenistas que recorreram às redes sociais com o intuito de expressar os seus sentimentos relativamente ao sucedido uma vez que foram apanhados de surpresa porque muitos dos tenistas já se encontravam em Indian Wells onde se iria jogar o Masters 1000 que é conhecido como o “5.º Grand Slam” dada a grande qualidade existente nos quadros principais de ambas as categorias.

Este foi apenas o primeiro torneio de relevo a ter sido cancelado devido ao COVID 19 que já viu o challenger de Nur Sultan, no Cazaquistão, ser cancelado por razões de segurança depois de terem sido conhecidos cinco casos suspeitos dentro do torneio no dia em que o português Frederico Silva desistiu do seu compromisso no torneio ao final de quatro jogos.

Em Portugal, nota ainda para a notícia divulgada que dá conta que o challenger de Braga, prova que sucede o Millennium Estoril Open no calendário ATP foi, igualmente, cancelado bem como a edição de 2020 do Estoril Open que também não se vai realizar tendo em conta o número crescente de casos que têm aparecido um pouco por todo o país.

Como medida preventiva foi também toda a temporada de terra batida do mês de maio foi  cancelada.

Nota ainda para as Fed Cup Finals de Budapeste que foram adiadas também devido ao coronavírus bem como os WTA de Praga, Istambul e Estugarda depois do circuito WTA ter sido suspenso dia 16 de março.

Foi ainda confirmada a paragem do circuito ATP por um período de seis semanas (que entretanto foi prolongado até 13 de julho) e, com essa paragem, vêm mais torneios que não vão ser jogados.

Dia 17 de março ficou a saber-se que o torneio de Roland Garros foi adiado para finais de setembro o que deve mexer com muitos aspetos ao nível do calendário ATP e WTA. Veremos o que vai acontecer.

No dia 1 de abril, ficou a saber-se que o torneio de Wimbledon também foi cancelado (pela primeira vez desde a segunda guerra mundial!) e só voltará em 2021 devido à pandemia de coronavírus.

No mesmo dia, como dissemos, ficou a saber-se que os circuitos ATP, WTA e ITF estão suspensos, pelo menos, até dia 13 de julho e, por isso, são mais os torneios que foram cancelados.

Já na terceira semana de abril ficou a saber-se que o challenger de Tiburon foi cancelado: o que é curioso é que a data deste torneio coincidia com as datas de Roland Garros que, entretanto, foi adiado por mais uma semana com o quadro principal a começar dia 27 de setembro.

No primeiro dia de maio o challenger de Manerbio, em Itália, um dos países mais castigados pelo vírus, que estava previsto para o mês de agosto, foi cancelado.

No dia 5 de maio marcou a data de mais um torneio cancelado: o ATP 250 de Maiorca, que teria primeira edição em junho, foi adiado para 2021.

Dia 15 de maio, ficamos a saber que o circuito estará suspenso, pelo menos, até ao dia 31 de julho e, com isso, vêm mais torneios que não vão ser jogados.

Nas últimas semanas, já depois de conhecermos o calendário da retoma dos circuitos ATP e WTA, que arrancam no mês de agosto, ficamos a saber que o ATP 500 de Tóquio não vai ser jogado em 2020.

Por outro lado, o US Open vai mesmo jogar-se em 2020 e, para já, arranca já a 31 de agosto.

Ainda assim, as dúvidas estão colocadas no ar uma vez que esta terça-feira, dia 21 de julho, ficamos a saber que o ATP 500 de Washington está cancelado!

Dia 23 de julho ficamos a saber que todos os torneios WTA agendados para a China estão cancelados. Esta terça-feira, dia 28, percebemos que o WTA de Tóquio também é uma carta fora do baralho para o que resta do calendário até final de 2020 no circuito feminino.

O início do mês de agosto também não trouxe boas notícias: O Madrid Open foi cancelado pela segunda vez em 2020 no dia em que ficamos a saber que Rafael Nadal não vai ao US Open.

 

Lista de torneios cancelados (para já):

  • ATP 500 Washington
  • Madrid Open
  • WTA Tóquio
  • China Open (WTA Premier Mandatory)
  • Wuhan Open
  • Nanchang Open
  • WTA Finals Shenzhen
  • WTA Elite Thophy
  • Ghanzhou Open
  • Torneio de Indian Wells
  • Torneio de Roland Garros  (adiado para setembro)
  • Torneio de Wimbledon
  • Challenger de Manerbio
  • Challenger de Nur-Sultan
  • Challenger de Tiburon
  • Challenger de Braga
  • Challenger de Potchefstroom
  • Fed Cup Finals (adiadas)
  • Torneio de Miami
  • ATP Estoril (Estoril Open)
  • ATP de Munique
  • ATP Masters 1000 de Madrid  (vai ser jogado em setembro)
  • ATP Masters 1000 de Roma (vai ser jogado em setembro)
  • ATP de Lyon
  • ATP de Genebra
  • ATP de Marraquexe,
  • ATP de Houston,
  • ATP Masters 1000 Monte Carlo,
  • ATP 500 Barcelona
  • ATP de Budapeste.
  • Todos os torneios ITF (até 13 julho)
  • WTA Premier Charleston
  • WTA de Guadalajara
  • WTA International de Bogotá
  • WTA de Praga
  • WTA de Istambul
  • WTA de Estugarda
  • WTA de Madrid
  • WTA de Roma
  • WTA de Estrasburgo
  • WTA de Rabat
  • ATP 250 de Maiorca
  • ATP 500 do Queen’s Club
  • ATP 500 de Halle
  • ATP 250 de Eastbourne
  • ATP 250 de Maiorca
  • ATP 250 de Rosmalen
  • ATP 250 de Estugarda
  • WTA Premier de Berlim
  • WTA Premier de Eastbourne
  • WTA International de Bad Homburg
  • WTA International de Rosmalen
  • WTA International de Nottingham
  • ATP 500 Hamburgo
  • ATP 250 Bastad
  • ATP 250 Newport
  • ATP 250 Umag
  • ATP 250 Los Cabos
  • ATP 250 Atlanta
  • ATP 250 Kitzbuhel (vai ser jogado em setembro)
  • ATP 250 Gstaad
  • WTA International Palermo
  • WTA International Jurmala
  • WTA International Bucareste
  • WTA International Lausanne

 

O Bola Amarela está também atento a todos os torneios que ainda podem vir a ser cancelados e atualizará o artigo sempre que se justificar.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.