Confiar em quem? Australian Open pode castigar por culpa de outro

Por Bola Amarela - Janeiro 6, 2021
australian-open

Com o Australian Open a aproximar-se rapidamente, um dos pontos que merecem mais cuidado por parte dos jogadores é o protocolo sanitário imposto pela Tennis Australia. Testes constantes à Covid-19, quarentena de duas semanas e uma equipa restrita a acompanhar são apenas algumas das medidas, mas a verdade é que os tenistas vão ter mesmo de confiar em que têm à sua volta. É que os regulamentos mostram que podem vir mesmo a pagar pelo erro de terceiros…

Há, desde logo, uma indicação que não deixa margem para dúvidas. “Qualquer violação ao protocolo feita pela tua equipa vai ser considerada uma violação tua”, pode ler-se no documento enviado aos jogadores com todas as regras. E as consequências de não cumprir com as regras enumeradas?

“Disqualificação dos nossos torneios, perda do prize money, quarentena prolongada, isolamento num quarto de hotel mandatado pelo Governo e deportação”, acrescenta o regulamento para a série de torneios em solo australiano.

De resto, diga-se que um teste positivo de algum membro da ‘comitiva’ de um jogador, na qual se consideram a equipa técnica, os parceiros de treino e as suas respetivas equipas, faz com que todos os elementos sejam considerados contactos próximos. Assim, se esse teste positivo acontecer durante a quarentena, a consequência é aumentar esse período durante mais 14 dias, podendo ser reduzido. Durante um torneio, significa desqualificação imediata e isolamento durante 14 dias.

Bola Amarela