Clijsters ainda recupera de operação e não joga Miami e Charleston

Por José Morgado - Março 14, 2021
clijsters

Kim Clijsters, regressada ao ténis em fevereiro de 2020 de forma surpreendente, viu o seu regresso à competição ser abanado por uma série de circunstâncias: o coronavírus — que interrompeu o circuito durante seis meses (e que a belga apanhou) e uma lesão no joelho direito, da qual a ex-líder mundial ainda recupera.

“Em outubro fui operada ao meu joelho direito para reparar uma pequena mazela que tive durante a minha carreira e assim reduzir as dores que sinto. Os resultados foram bons, a recuperação correu bem e estava muito positiva. Mas apanhei covid-19 em janeiro e isso afetou a minha calendarização de treinos. Estou desapontada e frustrada, mas fisicamente não estou onde quero estar. Não estou pronta para desistir. Vou continuar a batalhar e ver onde consigo chegar”, afirmou em comunicado a belga, que não quer regressar sem estar pronta para defrontar… as melhores.

A belga tinha recebido wild cards para o WTA 1000 de Miami e para o WTA 500 de Charleston, mas não vai jogar nenhuma dessas duas competições.

Clijsters jogou apenas três encontros em 2020, perdendo-os todos de forma equilibrada diante de tenistas de topo: Garbiñe Muguruza (Dubai), Johanna Konta (Monterrey) e Ekaterina Alexandrova (US Open).

  • Categorias:
  • WTA
José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.