Cinco portugueses com Mischa Zverev no quadro de Faro; Stoliar e Cabral à porta

Por José Morgado - Março 1, 2021
Mischa-Zverev

Mischa Zverev é o principal nome da 30.ª edição do Faro Open, histórico torneio internacional que o Centro de Ténis e Padel de Faro organiza, com o apoio da Câmara Municipal de Faro e da Federação Portuguesa de Ténis. O alemão, ex-top 25 ATP e irmão mais velho do número sete mundial, Alexander Zverev, é o primeiro cabeça de série do quadro principal, que arranca já esta terça-feira.

Aos 33 anos, o alemão optou pela viagem até à região algarvia cerca de 10 dias depois de ter deixado Melbourne, onde participou na ATP Cup como capitão de equipa e depois não só acompanhou o seu irmão como trabalhou para o Eurosport.

Atualmente na 278.ª posição do ranking ATP, Mischa Zverev é o primeiro cabeça de série do quadro principal de singulares e aguarda pelo desfecho da fase de qualificação para conhecer o primeiro adversário. Depois, até pode enfrentar na segunda ronda o português Tiago Cação (553.º), que também se estreia contra um qualifier.

Tal como Mischa Zverev, também o português Gastão Elias faz parte da lista de cabeças de série. Vindo do vice-campeonato em Vale do Lobo, onde disputou a segunda final do ano, o tenista de 30 anos (que é o 379.º da tabela) vai reencontrar o esloveno Tomas Lipovsek Puches (555.º), um dos adversários que deixou pelo caminho na última semana.

Os restantes portugueses já confirmados no quadro principal do Faro Open receberam wild cards. E pelo menos um deles seguirá em frente, dado que Luís Faria (805.º) e Pedro Araújo (1325.º) vão medir forças. Já Fábio Coelho (1349.º), defronta o alemão Sebastian Fanselow (427.º), que vive e treina em Lisboa.

No quadro principal de pares estarão em ação 11 jogadores “da casa”, três deles entre os cabeças de série: Francisco Cabral é o primeiro, ao lado do norte-americano John-Paul Fruttero, enquanto Gonçalo Falcão é o segundo (com Tuna Altuna) e Tiago Cação o terceiro (com Lipovsek Puches).

Esta segunda-feira realizaram-se os encontros da segunda ronda do qualifying e registaram-se duas vitórias portuguesas: Illia Stoliar superou o suíço Louroi Martinez por equilibrados 6-7(6), 6-4 e 10-5 e está a um passo do primeiro quadro principal da carreira em torneios internacionais (defronta o francês Ronan Joncour, número 682 ATP e quinto cabeça de série); e Francisco Cabral venceu o compatriota Vasco Prata, por 6-4 e 6-2. Vice-campeão nacional em 2015, 2016 e 2019, o portuense vai jogar a ronda de acesso ao quadro principal com Alexis Musialek (641.º ATP), primeiro cabeça de série do qualifying.

A fechar o dia, Afonso Portugal não conseguiu contrariar o ténis do francês Edouard Villoslada, que venceu por 6-1 e 6-0.

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.