Carreño Busta: «Tomara que o João faça um grande torneio como eu fiz em Barcelona»

Por admin - 1 Maio, 2018

Pablo Carreño Busta já está em Portugal para defender o título por que tanto lutou no Millennium Estoril Open. Acabado de chegar de Barcelona, onde alcançou as meias-finais, o melhor resultado da sua carreira no seu país, o campeão em título testou a terra batida do Clube de Ténis do Estoril e passou pela sala de imprensa para assegurar que se sente preparado para os desafios e, com conhecimento de causa, falar de João Sousa e da pressão que é jogar em casa.

“Quando não se está habituado a jogar em casa, que é o caso do João Sousa, que só tem um torneio em Portugal, e o meu, que tenho dois torneios em Espanha, Barcelona e o Masters 1000 de Madrid, torna-se complicado”, disse o número 11 mundial  ainda antes da vitória do número um português, a primeira em quatro edições de Millennium Estoril Open.

“É uma situação diferente. Queremos fazer as coisas bem perante a família e os amigos. As pessoas esperam muito, e acabamos por colocar mais pressão em nós do que o habitual”, analisou o espanhol de 26 anos, dizendo estar a fazer figas para que o vimaranense consiga sacudir, finalmente, a pressão.

 “Penso que o João não conseguiu demonstrar aqui o que demonstrou fora de Portugal. É um grande amigo, convivi com ele em Barcelona durante muitos anos e tomara que este ano faça um grande torneio, como eu fiz em Barcelona”, concluiu o segundo cabeça-de-série, que tem encontro marcado nos oitavos-de-final (teve bye na primeira ronda) com o argentino Nicolas Kicker.