BOICOTE: esta quinta-feira não há ténis no torneio de Cincinnati

Por José Morgado - Agosto 27, 2020
pausa

O torneio de Cincinnati, prova ATP Masters 1000 e WTA Premier 5 que está a ser jogada dentro da bolha de Nova Iorque e que prepara para o US Open, que arranca na segunda-feira, aderiu aos protestos contra o clima de injustiça racial e violência policial que continua a viver-se nos Estados Unidos, depois de um novo caso de violência policial, desta vez em Wisconsin. Jacob Blake, cidadão afro-americano de 29 anos, foi atingido por sete tiros desferidos por um polícia quando se encontrava de costas, a entrar no carro.

Depois de Naomi Osaka ter assumido que não iria jogar as meias-finais, agendadas para esta quinta-feira, a organização do torneio, o ATP e o WTA Tour entenderam acompanhar o gesto e cancelar toda a jornada de quinta-feira, adiando-a para sexta. As finais passam assim para sábado, apenas dois dias antes do arranque do US Open 2020. Não fica claro se Naomi Osaka, sendo assim, se mantém em prova.

“Como desporto, o ténis está coletivamente a tomar uma posição contra a falta de igualdade racial e a injustiça social”, pode ler-se no comunicado conjunto da USTA, ATP e WTA, divulgado esta quarta-feira ao final da noite.

O ténis junta-se à onda de protestos que começou esta quarta-feira com o boicote de várias equipas da NBA, alastrando-se a outras modalidades nos Estados Unidos como basebol e o futebol.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.