Berrettini recorda a paixão pelo ídolo Federer e garante: «Já sei porque me destruiu em Wimbledon»

Por Nuno Chaves - Outubro 23, 2021
federer-berrettini

Atualmente, Matteo Berrettini está instalado no top 10 mundial mas, como todos os tenistas, há vários anos sonhava em ser profissional e, como muitos, tinha um ídolo chamado… Roger Federer.

O italiano deu uma entrevista ao Gio Journal onde falou sobre essa paixão pelo ténis e pelo campeoníssimo. “Cresci a ver o Roger Federer e torcia sempre por ele. Apoiei-o o máximo que pude, via-o jogar na televisão sempre que jogava. Depois dei conta que estava a jogar os mesmos torneios que ele. A partir daí já não pude apoiá-lo da mesma maneira que antes”, revelou o número sete mundial.

Berrettini até recordou o seu primeiro duelo da carreira com Federer, que aconteceu, nada mais, nada menos que… em Wimbledon. “Já contei esta história ao Roger porque agora damo-nos muito bem no circuito. Agora já sei o porquê dele me ter destruído em Wimbledon, foi por eu o idolatrar. Foi a primeira vez que nos defrontámos e logo no Court Central de Wimbledon, não acreditava que estava a jogar contra o meu ídolo num dos courts mais memoráveis do circuito”, contou.

E questionado sobre quem é o embaixador do ténis, Berrettini não teve quaisquer dúvidas. “É o Federer. Admiro o exemplo que dá e o tempo que dedica ao ténis fora do court. Sinto que ele entende que tem o poder de ter um impacto muito mais significativo no mundo em geral, seja a fazer algum evento de caridade ou a trabalhar muito no Conselho de Jogadores da ATP. Utiliza o desporto e a sua popularidade para impactar vidas da maneira mais positiva possível”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.