Barty: «Pressão por jogar em casa? Não leio jornais e não vou muito às redes sociais»

Por Nuno Chaves - Janeiro 19, 2020
Barty-ao2020

A jogar em casa, Ashleigh Barty, número um mundial, chega ao Open da Austrália como a grande esperança do público australiano para conquistar o torneio.

A líder do ranking mundial esteve este domingo em conferência de imprensa, onde falou sobre as suas possibilidades. “É certo que estas últimas semana falou-se muito de mim e das minhas opções de ganhar aqui. Jogar em casa não significa que haja pressão extra, não leio jornais e não vejo muito as redes sociais”, garantiu.

“Jogo cada torneio para dar o melhor de mim. É incrível o apoio e carinho que recebi do público australiano nos últimos tempos. Tenho claro que em cada dia vou para o court para jogar o meu melhor ténis e recompensar-lhes da melhor maneira. Estou muito contente de começar em sessão noturna”, explicou aos jornalistas.

Recorde-se que Barty se estreia esta segunda-feira, de manhã, frente à ucraniana Lesia Tsurenko.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.