Barty: «É mais importante ser boa pessoa do que boa jogadora de ténis»

Por José Morgado - Julho 11, 2021
barty-londres

Ashleigh Barty, número um do Mundo, refletiu sobre a importância de ter conquistado Wimbledon pela primeira vez, assumindo que este era o seu sonho de criança. A líder mundial contou aquilo que lhe tem passado pela cabeça.

“Foi a sensação mais incrível que já tive num campo de ténis. Atingir um dos meus maiores sonhos foi simplesmente incrível. A Austrália tem uma histórica rica no desporto e fazer parte disso agora é muito importante, muito especial”, confessou em declarações após o duelo.

Barty falou ainda do exemplo de Evonne Goolagong, a última australiana a vencer esta competição, lembrando do exemplo que ela é dentro de fora de campo. “Estou muito feliz por seguir os passos da Evonne. Ela é uma lenda dentro e fora de campo e se eu puder ser metade da pessoa que ela foi… já fico muito contente. Ela está sempre a um telefone de distância e isso é muito porreiro. Tento utilizar os valores que os meus pais me deram. É muito mais importante ser boa pessoa do que boa jogador de ténis. Sempre foi prioridade para mim ser um bom ser-humano.”

A líder mundial acredita que tudo aquilo que lhe aconteceu nesta quinzena foi perfeito. “Acredito que tudo acontece por alguma razão. As coisas boas, as coisas más. Há sempre uma oportunidade para crescer e cresci bastante enquanto pessoa durante estas semanas.”

  • Categorias:
  • WTA
José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.