Andy Roddick estaria no top-20 se ainda jogasse, afirma McEnroe

Por admin - 15 Dezembro, 2016

John McEnroe acredita que Andy Roddick ainda hoje vaguearia confortavelmente pelos lugares cimeiros do ranking masculino ATP se não tivesse colocado um ponto final na carreira em 2012. Para a antiga lenda do ténis, os 34 anos do ex-número um mundial e campeão do US Open 2003 em nada se tornariam um empecilho.

“Ele ainda deveria estar no circuito”, disse McEnroe à estação nova-iorquina WFAN. “Tem 34 anos, é mais novo do que Roger Federer e do que outros jogadores que ainda estão no top-20”, relembrou o campeão de sete Grand Slams, que tem a seu favor a elevada média de idades do atual lote dos 20 melhores jogadores – apenas três têm menos de 25 anos, sendo que nove deles têm 30 ou mais.

Seria uma questão de treinar com qualidade, defende McEnroe. “Se Roddick jogasse e treinasse de forma a poder jogar à melhor de cinco sets, pensando num set de cada vez, isso ia fazer a diferença quando jogasse em Roland garros, em Wimbledon ou no Open dos Estados Unidos, e ainda estaria no top-20, de certeza, pela forma como ainda joga”, analisou.

Mcenroe e o seu mais jovem compatriota vão disputar este sábado o evento de exibição Powershares QQQ Cup, em Nova Iorque, juntamente com Jim Courier e James Blake.