Afinal quando é que Murray vai regressar aos singulares? O britânico já tem uma data em mente

Por Nuno Chaves - Junho 23, 2019

Depois de se achar que poderia terminar a carreira, Andy Murray regressou ao circuito da melhor forma possível, ao vencer o ATP 500 de Queen’s, em pares, com o espanhol Feliciano Lopez – que além dos pares, triunfou em singulares.

O britânico começou por dizer como se sente. “Estou muito bem agora, de manhã estava um pouco dorido mas sentia-me muito bem. À medida que a semana avançou, qualquer tipo de apreensão que tive desapareceu”, começou por dizer o antigo número um mundial.

“Estava a correr para as bolas sem pensar na minha anca. Mesmo quando mergulhei para uma bola ou caí, ela não se deslocou, nem se soltou nem nada desse género. Senti-me bem”, confessou.

Murray também respondeu a uma das grandes questões do momento: quando é que vai regressar aos singulares? “Penso que tenho duas opções. Jogar pares durante o verão americano e treinar singulares com os meus colegas ou tirar uma longa pausa após Wimbledon”, afirmou o britânico, que joga pares no All England Club com Pierre Herbert.

“Provavelmente preciso de quatro semanas de treino e preparação e depois posso, quem sabe, jogar Cincinnati e US Open. Se continuar com os pares provavelmente não jogarei singulares até ao US Open. Estou contente por estar no court e estar saudável. A diferença de algumas semanas ou um torneio não me faz diferença. Não me importa muito isso agora”, garantiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.