Advogados dizem que Governo quer expulsar Djokovic para não alimentar ‘entusiasmo anti-vacinas’

Por José Morgado - Janeiro 14, 2022

Novak Djokovic recebeu esta sexta-feira nova ordem de deportação da Austrália, desta feita por parte do ministro da Imigração, e tem agora muito poucas chances de vencer uma segunda batalha legal marcada para este domingo, em Melbourne. Uma primeira audiência esta sexta-feira determinou que o caso vai passar para o Tribunal Federal da Austrália e tem julgamento marcado para domingo, véspera da data agendada para a estreia do campeão em título no primeiro Grand Slam de 2022.

A equipa de advogados de Novak Djokovic sustenta a tese de que o sérvio está a receber ordem de deportação não pelo facto de não cumprir as leis do país, mas sim porque o Governo considera que o sérvio de 34 anos alimenta o entusiasmo da corrente anti-vacinas que o país se está a esforçar em erradicar depois de dois anos de grande esforço para combater a pandemia.

Na audiência ficou ainda definido que Djokovic ficará detido num local diferente do anterior para evitar o circo mediático montado no Park Hotel.

OFICIAL. Novak Djokovic é novamente DEPORTADO da Austrália

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.