A garantia de Djokovic: «Quero continuar a fazer história»

Por Nuno Chaves - Setembro 10, 2018

Novak Djokovic alcançou este domingo o seu 14.º título do Grand Slam, ao bater na final do US Open, o carismático Juan Martin Del Potro. O sérvio mostrou que está pronto para lutar pela primeira posição do ranking mundial e confirmou o domínio que está a ter nesta segunda metade da temporada.

Em conferência de imprensa, Nole admitiu querer mais. “Quero continuar a fazer história, a fazer a maior possível. O passado pode ensinar-nos muito mas quero dirigir a minha energia para o presente. Não gosto de comparar este ano com os outros, apenas quero trabalhar muito e continuar a crescer. A minha vida deu uma volta de 180 graus nestes seis meses, levei muito a recuperar o meu nível mas aprendi muito”, referiu o agora número três mundial.

Djokovic contou ainda aquele que foi o seu momento de viragem. “Lembro-me quando eu e a minha esposa fomos viajar depois de Roland Garros. Sentámo-nos, vimos o mundo desde essa perspetiva. Recordei as emoções que o ténis me tinha dado e deixei que me chegasse uma nova inspiração. Esse foi um novo começo para mim”, disparou o tenista de 31 anos, visivelmente satisfeito.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.