A emotiva mensagem de Murray no regresso a Roland Garros: «Jogo com Wawrinka foi o fim da minha anca»

Por Nuno Chaves - Setembro 22, 2020
wawrinka-murray

Três anos depois, Andy Murray, antigo número um mundial, está de regresso a Roland Garros, palco onde marcou o início da fase mais difícil da carreira do britânico.

Foi em 2017, nas meias-finais frente a Stan Wawrinka que Murray começou com os graves problemas na sua anca, problemas esses que quase colocaram um ponto final na sua carreira.

O escocês já pisou o Philipe Chatrier e, nas suas redes sociais, deixou uma mensagem emotiva a recordar os momentos vividos. “Foi uma longa jornada para voltar ao Philipe Chatrier. 3 anos e meio desde que joguei com o Stan Wawrinka uma semi-final brutal de cinco sets que acabou por se tornar no fim da minha anca. É um prazer estar de volta a Roland Garros e obrigado à Federação Francesa de Ténis por me dar a oportunidade de jogar aqui novamente”, disse Murray, que recebeu um wild card.

O britânico também falou do novo Philipe Chatrier. “O novo estádio com o teto parece incrível e todas as mudanças e melhorias que fizeram para os jogadores são muito apreciadas”, pode ler-se.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.