Del Potro: «Não me esqueço das pessoas que estiveram comigo quando estava lesionado. Estou onde estou graças a elas»

Juan Martin Del Potro está de regresso ao topo do ténis mundial. O argentino, que atingiu as meias-finais em Roland Garros, subiu até ao quarto posto do ranking ATP, mostrando que com trabalho tudo se alcança. Numa entrevista ao site La Nación, a Torre de Tandil falou sobre o seu atual momento.

“Sou número quatro do mundo e há duas semanas nem me imaginava a jogar Roland Garros. Estou em boas condições físicas, agora vou ter uns dias para descansar e preparar para o que aí vem. Este resultado ajuda-me muito no aspeto mental. Dá-me mais energia e motivação para ir à procura de mais coisas importantes no futuro”, admitiu Del Potro.

O argentino voltou a recordar os tempos em que esteve prestes a desistir do ténis. “Muita gente da minha máxima confiança diziam-me para não me retirar, ainda que essa ideia tenha estado pela minha cabeça. Disseram-me para tentar e para não desistir porque ainda era muito jovem. Eles sabiam da minha força mental. Não me esqueço dos meus amigos e daquelas pessoas que se preocuparam comigo. Graças a eles estou onde estou”, afirmou.

Já de regresso aos melhores, Del Potro reforça que o ranking não é prioridade. “O meu corpo passou por muito e, por sorte, estou outra vez no topo. Para mim, o ranking não é prioridade, mas estar entre os melhores é muito bonito. Os que estão lá em cima são os mesmos que estavam há dez anos, por isso são os melhores da história”.