Ryan Harrison: a «luz ao fundo do túnel» ligou-se em Memphis

Lesões, descidas no ranking, muitas meias-finais perdidas, mas o momento de Ryan Harrison finalmente chegou, e foi logo em casa. O jovem norte-americano conquistou neste domingo o primeiro título profissional na sua carreira depois de derrotar, numa final de estreantes, o georgiano Nikoloz Basialshvili, por claros 6-1 e 6-4.

Depois de estar fora do top-150 na temporada transata, Ryan Harrison está de regresso à elite do ténis mundial e logo da melhor forma: com dois títulos consecutivos. O número 62 do mundo tinha conquistado o Challenger de Dallas na semana passada sem perder qualquer set e repetiu a façanha esta semana, num ATP 250, e a passar de cima de jogadores como Sam Querrey e Donald Young.

Esta é de resto a primeira vez desde 2014 que um jogador vence um Challenger e um ATP se forma consecutiva, o que vai levar Harrison de volta para o top-50 da hierarquia mundial pela primeira vez desde…junho de 2012, altura em que atingiu precisamente a sua melhor posição de sempre, que ocupará também amanhã (#43).

“Para mim, estar aqui agora… há sete ou oito meses parecia que não havia luz ao fundo do túnel, era surreal para mim”, confessou o jogador de 24 anos, entre lágrimas. No Twitter, depressa surgiram mensagens de congratulação pelo feito de Harrison, desde Fernando Verdasco até ao compatriota Andy Roddick.

Nikoloz Basialshvili, que nesta semana tinha já atingido a sua melhor classificação de sempre, vai quebrar novos recordes na próxima semana ao ficar às portas do top-50, na 53.ª posição.

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Jornalista da GQ Portugal e colaborador do Bola Amarela desde novembro de 2011, pouco tempo depois de começar a seguir mais atentamente o mundo do ténis. Pretende nunca mais parar.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *