Nadal: Esqueçam o Thiem, eu sei o que fiz de errado

Se há um lado negativo no facto de se estar sempre a ganhar é este: a derrota, quando chega, ganha uma dimensão redobrada. Rafael Nadal está a viver isso mesmo na pele, ao ver a sua série de vitórias consecutivas em terra batida interrompida por Dominic Thiem nos quartos-de-final do Mutua Madrid Open.

Já em Roma, para jogar o Masters 1000 italiano e tentar levantar o troféu pela oitava vez, recuperando, assim, a liderança do ranking, o espanhol de 31 anos viu-se obrigado a aconselhar a imprensa a fazer aquilo que ele aparentemente já fizera: deitar a derrota da semana passada para trás das costas.

“Num desporto como este não há muito tempo para pensar no que aconteceu”, disse Nadal aos jornalistas. “Esqueçam o que se passou. Eu devia ter jogado melhor do que joguei, eu sei o que é que fiz de errado e vou tentar corrigir isso esta semana”, acrescentou o jogador de Maiorca, revelando-se pouco preocupado com o ponto final que foi imposto aos seus 21 encontros e 50 sets vencidos na terra batida de uma assentada.

“Não quero saber. Naturalmente que preferia ter sobre mim a pressão de ganhar todos esses encontros. Este tipo de coisas acontece. Depois de 14 anos neste posição de lutar pelos grandes feitos, eu posso perder ou eu posso ganhar”, concluiu o campeão de 16 Grand Slams, não sem antes garantir que: “a derrota na última semana não vai afetar as minhas hipóteses em Roland Garros”.

Nadal defronta na primeira ronda do Masters 1000 de Roma o vencedor do embate entre o seu amigo e compatriota Fernando Verdasco e o bósnio Damir Dzumhur.

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.