História incrível de Marcus Willis oferece subida de mais de 350 lugares no ‘ranking’

Marcus Willis foi um dos protagonistas da edição de 2016 de Wimbledon… pelas melhores razões. O britânico de 25 anos, que figurava no 772.º posto ATP antes do início do terceiro torneio do Grand Slam do ano, disputou a pré-qualificação, na qual foi o último jogador a entrar, e alcançou a segunda ronda do quadro principal, tornando realidade um sonho travado há muitos anos por várias lesões.

Esta segunda-feira, Willis, que chegou a bater o lituano Ricardas Berankis na ronda inaugural do quadro principal, viu o esforço recompensado e ascendeu 354 posições, estando agora na 418.ª posto da hierarquia e aproximando-se do seu melhor ranking de sempre, o 322.º lugar alcançado em 2014.

Na segunda ronda de Wimbledon, Marcus Willis, que chegou a dar aulas há bem pouco tempo para ganhar dinheiro, não resistiu ao suíço Roger Federer e perdeu para o helvético, número três mundial, em parciais diretos.

Sobre o autor
-

Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *