Ruud sem palavras para Alcaraz: «Tens de fazer quatro winners para lhe ganhar um ponto!»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Abril 4, 2022

Casper Ruud bem tentou, mas simplesmente não conseguiu ser mais forte do que Carlos Alcaraz na final do Masters 1000 de Miami. O norueguês, que esta segunda-feira surge na 7.ª posição do ranking ATP, perdeu na discussão do seu primeiro encontro decisivo num torneio desta categoria, num duelo em que sabia o que tinha de fazer, embora não tenha mantido a eficácia todo o tempo.

“O meu plano era deixá-lo incómodo por bater com tanta força na bola e deixá-lo sem tempo para preparar as suas pancadas. Comecei muito bem com alguns winners, a ideia era essa. No fim de contas, quando corres esses riscos, vais cometer erros. Infelizmente, não consegui manter o nível durante todo o encontro”, considerou Ruud.

Questionado sobre o que torna Alcaraz especial, o norueguês levou todos os adeptos numa viagem sobre o quão difícil é ganhar um ponto ao espanhol. “Ele movimenta-se muito bem no court e devolve muitas bolas, o que se pode tornar muito frustrante. Sentes que disparaste um winner, mas ele chega lá e tens de fazer quatro winners para lhe ganhar um ponto! É um dos jogadores que melhor se movem pelo court. O jogo de pés é muito rápido, mas a potência nas pancadas de fundo do court também”, atirou.

Ruud adianta ainda que não há tempo para ficar tranquilo num ponto contra Alcaraz. “Não dá para descansar porque sabes que ele vai ser agressivo com a direita e com a esquerda. Carlos consegue contra-atacar e ser agressivo de ambos os lados. Nunca temos descanso nas trocas de bolas. É desafiante e impressionante que possa ser tão agressivo nos dois lados, não há muitos jogadores que façam isto”, sustentou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.