Diretor do ATP de Estugarda diz que Zverev lhe pediu dinheiro a mais para jogar a prova

Por José Morgado - Fevereiro 7, 2019

Edwin Weindorfer, diretor do ATP 250 de Estugarda, evento que se disputa em relva na semana logo após Roland Garros, lamentou esta quinta-feira que Alexander Zverev, número três mundial e melhor tenista alemão, peça elevados cachês de presença para competir no seu país. O empresário assegura que perante as exigências de Sascha só pode contratar um tenista entre ele e Roger Federer. A prioridade? É o suíço.

“O dinheiro que o Alexander pede não é justificável. Temos um orçamento de oito milhões de euros, sendo que apenas dois são para contratação de jogadores. Se vier o Roger, esses dois milhões ficam esgotados. Só conseguiremos trazer o Sascha se o Roger não quiser vir e queremos que ele venha. As negociações têm sido intensas, estão avançadas mas ele só nos responde depois de Miami”, assegurou o responsável pela prova alemã, em declarações ao ‘Stuttgarter Zeitung‘.

Atualmente, a Alemanha tem quatro torneios ATP no calendário: Munique, Estugarda, Halle e Hamburgo, sendo que Sascha é presença habitual em Halle e Munique. Em Hamburgo, onde nasceu, não joga porque prefere não competir em terra batida depois de Wimbledon.

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.