WTA Finals. Novo formato do torneio de pares é muito criticado

Não durou muito a utilização do formato de Round Robin – habitualmente usado nos singulares – na variante de pares das WTA Finals. Este ano, a prova volta a ser disputada como se de um torneio normal se tratasse, com quartos-de-final, meias-finais e final e decidirem qual das oito duplas qualificadas vence a prova.

Até 2014, qualificavam-se apenas quatro duplas para as WTA Finals, que jogavam apenas meias-finais e final, mas a partir de 2015 passaram a viajar oito duplas até Singapura para jogarem num formato de Round Robin igual aos singulares, à semelhança do que acontece também com os homens nas ATP Finals.

O regresso a um sistema de eliminação direta gerou fortes críticas das jogadoras e também de muitos fãs, que desejavam igualdade de tratamento entre as variantes. Em 2015, os encontros de Sania Mirza e Martina Hingis tiveram sempre o estádio cheio, ao contrário de vários dos duelos de singulares.

Assim ficou o sorteio

sorteio

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *