Vinci: «Estou feliz, amanhã não preciso de meter despertador»

Roberta Vinci, antiga top 10 mundial de singulares e ex-líder mundial de pares, retirou-se esta segunda-feira do ténis, depois de ser eliminada na primeira ronda do WTA Premier 5 de Roma, em Itália, diante da jovem sérvia Aleksandra Krunic, num encontro disputado no Court Pietrangeli completamente lotado.

A italiana de 35 anos, vencedora de todos os Grand Slams em pares e finalista do US Open em singulares, mostrou-se contente por não ter agora a necessidade… de ligar o despertador de manhã. “Estou feliz, amanhã não tenho de ligar o despertador. Queria retirar-me assim, no Pietrangeli cheio. Estou feliz e triste ao mesmo tempo, é um misto de emoções”.

Sobre o futuro, só tem uma certeza: “Ainda não sei o que vou fazer daqui para a frente, mas para já há uma coisa que eu quero: férias!”.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *