Insólito: Sania Mirza perde número 1 se ganhar Brisbane, mas mantém-se no topo… se não vencer

Que o sistema pontual do ténis tem algumas peculiaridades… já todos sabemos. Mas uma situação como a que Sania Mirza, número um mundial de pares, está a enfrentar esta semana poucas vezes aconteceu na história da modalidade.

Líder da classificação de duplas, Mirza defende quase 3000 pontos em janeiro, depois de no ano passado ter conquistado os títulos de Brisbane, Sydney e Australian Open, ao lado de Martina Hingis, de quem entretanto… se separou.

A curiosidade de toda esta história começa quando se percebe que Mirza se juntou a Bethanie Mattek Sands, número cinco WTA, para jogarem o primeiro torneio da temporada, em Brisbane. Ora, Mattek é precisamente a única jogadora a jogar esta semana que tem chances matemáticas de assumir a liderança do ranking, sendo que para tal acontecer, as duas têm de ganhar o primeiro torneio da época. Nessa caso, Sania Mirza não somaria qualquer ponto (defendendo apenas os que conquistou em 2016), ao passo que Mattek adicionaria ao seu total 470 pontos, que a fariam assumir a liderança… da sua parceira.

Sania Mirza lidera o ranking mundial desde abril de 2015, há 91 semanas. É a quarta maior série da história da modalidade.

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *