Genie Bouchard já leva 4 derrotas seguidas em 2018 e nem sabe com que raqueta vai jogar este ano

A carreira de Eugenie Bouchard está envolta numa tremenda dúvida. Antiga número um mundial de juniores, ex-top 5 WTA e finalista de Wimbledon em 2014, a canadiana está muito perto de abandonar o top 100 – tal pode acontecer já após o Australian Open – e o início de 2018 só está a trazer aos seus fãs mais razões para se preocuparem.

Agora com 23 anos, Bouchard iniciou a época com quatro derrotas consecutivas em singulares, a última das quais na primeira ronda do WTA International de Hobart, frente à bielorrussa Aryna Sabalenka, uma das jovens emergentes do circuito feminino.

A juntar-se a isto, a situação só piora quando se percebe que Bouchard ainda nem sabe com que raqueta vai começar 2018. As hipóteses são três: continuar com a Babolat, que a acompanha desde jovem, ou mudar para a HEAD ou Wilson. Os testes de raquetas estão a acontecer… em plena competição, o que não é (de todo) a prática mais comum e ideal.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *