Abanda dispara: «Não tenho o mesmo tratamento da Bouchard porque sou negra»

Francoise Abanda, de apenas 21 anos, esteve em destaque na atualização do ranking da última segunda-feira, ao ultrapassar a sua compatriota Eugenie Bouchard para se tornar pela primeira vez na número um do Canadá, um pouco à semelhança do ‘render da guarda’ que vai acontecer na próxima semana, entre Denis Shapovalov e Milos Raonic.

A jovem de Montréal aproveitou um tweet que lhe foi dirigido para se queixar… discriminação racista. “Nunca vou ter o mesmo tratamento [da Bouchard] porque sou negra. Essa é a verdade”.

A mensagem não recebeu muita simpatia dos seus seguidores, que lembraram os resultados de Eugenie Bouchard ao mais alto nível na temporada de 2014, quando chegou à final de Wimbledon e às meias-finais tanto no Australian Open como em Roland Garros.

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *