WTA na China deixou entrar jogadoras a mais no quadro e teve de fazer um playoff preliminar

Absolutamente… insólito. Um torneio WTA em Zhengzhou, na China, da série Challenger (125 mil dólares), aceitou a entrada de 33 jogadoras – uma a mais – no quadro principal do torneio asiático, obrigado à resolução de um verdadeiro imbróglio.

Segundo as regras do WTA, no caso de um erro desse género, as duas últimas jogadoras a entrarem no quadro disputam um playoff pré-torneio, com a vencedora a ganhar o seu lugar no quadro. É isso que vai acontecer entre Shiho Akita e Jana Fett. A vencedora recebe 5 pontos WTA e 500 dólares (que junta aos que depois ganha no quadro), ao passo que a derrotada ganha 1 ponto para o ranking e 1000 dólares.

Sobre o autor
-

Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *