Stephens: «Não há muita gente que possa dizer que ganhou o US Open»

Sloane Stephens foi protagonista de umas das grandes surpresas do ano, ao arrebatar o Open dos Estados Unidos após ter sido submetida a uma cirurgia ao pé, e o orgulho que sentiu na hora da conquista mantém-se em alta. Nem as seis derrotas que se seguiram depois disso abalam a confiança da 13 mundial na entrada para 2018.

“Não estava mental e fisicamente pronta para jogar alguns torneios que joguei, e nunca se conseguem bons resultados quando assim é, mas às vezes é preciso que isso aconteça”, disse a norte-americana de 24 anos. “Não perdi confiança por causa disso. Vou entrar em 2018 super entusiasmada”. Até porque, sublinha, “não há muita gente que possa dizer que ganhou o Open dos Estados Unidos. Vou entrar em 2018 com uma boa atitude”.

A conquista que todas querem mas que apenas algumas conseguem não mudou a sua forma de estar no ténis, refere. “Não joguei durante 11 meses e consegui grandes resultados, que foram um grande marco para a minha carreira, mas as coisas não mudaram assim tanto. Continuo a ter como objetivos permanecer livre de lesões e aproveitar ao máximo o tempo que passo no court”.

 

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *