Sharapova aceita wildcard e regressa a Moscovo dez anos depois

Um dia depois de ver o último wildcard disponíveis para o Masters B de Zhuhai ir parar às mãos de Shuai Peng (curiosamente a sua próxima adversária em Tianjin), Maria Sharapova decide agarrar o convite para o WTA Premier de Moscovo, na Rússia, que se disputa na próxima semana.

É o regresso da ex-número um à capital russa, depois de em 2007 ter sido surpreendida pela jovem e inexperiente Victoria Azarenka na primeira ronda. Sharapova participou na prova moscovita em mais duas edições: em 2005 e 2006, alcançando os quartos-de-final em ambas as ocasiões.

A jogar em Tianjin esta semana, depois de na semana passada ter competido em Pequim, a campeã de cinco títulos do Grand Slam terá pedido à organização da Kremlin Cup para deixar o wildcard pendente, já que só aceitaria viajar para Moscovo se sentisse que estava em boas condições físicas ou se eventualmente perdesse cedo no WTA International chinês.

A segunda hipótese está posta de lado. Sharapova qualificou-se para as meias-finais em Tianjin, esta sexta-feira, repetindo o top 4 alcançado em Estugarda, quando regressou da suspensão por doping em abril.

Sobre o autor
-

Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *