Raymond Moore: «Se fosse jogadora agradecia a Deus por Federer e Nadal terem nascido»

Raymond Moore, diretor executivo do torneio de Indian Wells, lançou este domingo algumas palavras que já fervilham nas redes sociais. Antes do início da final feminina, que colocou frente a frente Serena Williams e Victoria Azarenka, Moore apresentou-se em conferência de imprensa e disparou sobre o ténis feminino, dizendo que as jogadoras “não tomam quaisquer decisões”.

“Na minha próxima vida, quando voltar, quero ser alguém da WTA, porque elas são levadas pelos homens. São sortudas. Têm mesmo muita, muita sorte”, confessou o diretor, que viu Azarenka bater Williams na final feminina, por 6-4 e 6-4, e sagrar-se campeã da prova, regressando aos grandes títulos.

Se eu fosse uma jogadora, colocava-me de joelhos e agradecia a Deus pelo facto de Roger Federer e Rafael Nadal terem nascido, porque eles têm, de facto, transportado este desporto. Mas a Serena [Williams] e a Maria [Sharapova] são estrelas, disso não há dúvida”, concluiu Moore.

Mais tarde, Raymond Moore pediu desculpa pelos comentários “de mau gosto e errados”. “Peço profundas desculpas a todas as jogadoras da WTA. Tivemos uma final hoje que reflete a força do circuito. Peço profundas desculpas por aquilo que disse”, rematou.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *