Lindsay Davenport não acredita que Serena Williams volte em 2018

Apesar de grávida, Serena Williams já confirmou que tem intenções de regressar ao circuito em 2018, algo no qual Lindsay Davenport não acredita muito. Para a vencedora de 3 titulos do Grand Slam, Serena dificilmente será capaz de voltar ao ténis depois de ter um bebé.

“Se tivesse que adivinhar, diria que era improvável (regresso de Williams) dada a sua idade e o seu historial de lesões”, diz Davenport em entrevista ao Tennis Channel. “Ela parecia tão feliz nos últimos seis/oito meses, talvez mais. Podíamos ver isso na Austrália. E depois ficar noiva, com aquela aura e agora ter um bebé. Ficaria muito surpreendida se ela regressasse”.

A própria Davenport passou por um processo semelhante, ao regressar à competição depois da maternidade. A americana conta como reagiu ao anúncio da gravidez de Serena. “Eu ouvi um rumor há um mês atrás. Nessa altura lembro-me de ficar contente por ela, mas ao mesmo tempo pensar como isto vai mudar a sua perspetiva e de me perguntar ‘será que vai mesmo quebrar o recorde (de Margaret Court com 24 majors)?’”.

“Não estamos apenas a falar do facto de a Serena ir ter um bebé, mas também da história do ténis feminino”

E essa questão do recorde de Margaret Court é algo que Davenport pensa ser interessante neste processo todo. “Não estamos apenas a falar do facto de a Serena ir ter um bebé, mas também da história do ténis feminino”, refere antes de prestar homenagem ao que Serena fez no Open da Austrália. “Ela já estava nas primeiras fases da gravidez quando jogou na Austrália. Isso deve ser algo difícil de fazer, tanto física como emocionalmente. Ela é fantástica!”.

Recorde-se que, na passada quarta-feira, Serena Williams anunciou, através de uma fotografia na rede social Snapchat, que estava grávida de 20 semanas. Algo confirmado de seguida pelo seu porta-voz Kelly Bush Novak, que também garantiu que a norte-americana pretende regressar ao circuito em 2018.

Sobre o autor
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *